Rio azul

24 julho 2005

Escrita

«A escrita seria talvez um reduto cavo, o refúgio das horas iguais que ia passando na profissão e em casa.
Nunca escreveste, tu?
A escrita seria apenas o gesto que me permitia ficar horas e horas nos cafés sombrios, depois da bica pedida, açucarada, mexida e tomada devagar até ficar quase fria, intrigando os frequentadores habituais que podiam seguir o avançar das páginas...»


(Eduarda Dionísio)
Retrato de um amigo enquanto falo.

0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home