Rio azul

18 outubro 2005

Índice

Objectos (4)
Diz
Olhar
Mar
Marcas(10)
Tudo em ti é milagre
Azulejos (10)
Ronde
Marcas (9)
Um poeta da carpintaria
Marcas (8)
Azuis e brancos do Alentejo
Ajoute une ligne de ta main
Macroscópio (7)
Descobrimento
Rio Sado (2)
Objectos (3)
Mar
Marcas (7)
Objectos (2)
Marcas (6)
Objectos (1)
Árvore, fogo e céu
Sementeira
Branco, azul e um pouco mais
Le Paon
É preciso
5 de Outubro
Pão
Azulejo (9)
Eu sou carvão
Marcas (5)
Gárgula
Luz
Pátria proprietária
Relógio de sol (4)
Eis como tudo entra de súbito pelas palavras
Azulejo (8)
O Deus de Elmano
Relógio de sol (3)
Um farol na cidade
Calafate
Águas de Carvalhelhos
Ilusão
Brancanes
Azulejo (7)
As ilhas
Telhado
Memória (2)
Sal
Memória (1)
Uma bica
Macroscópio (6)
O claro azul mediterrânico
Moinho
O que é bonito neste mundo
Macroscópio (5)
J'arrive où je suis étranger
Marcas (4)
Jour de fête aux environs de Paris
Império
Quand donc finira la semaine
Relógio de sol (2)
Vê gigantes? São gigantes.
Relógio de sol (1)
Antonio Torres Heredia
Azulejo (6)
Marcas (3)
Macroscópio (4)
Descoberta das ilhas
Vermelho sobre azul
Marcas (2)
Rios
Olhar
Macroscópio (3)
O vento levará os mil cansaços
Olhar de perto
Leitura
Azulejo (5)
Alentejo (1)
He andado muchos caminos
Mais alto
Azulejo (4)
Escrita
Marcas (1)
Livres como o vento
Azulejo (3)
Descartes (1)
Azulejo (2)
Um lugar de harmonia
Ontem, hoje, amanhã...
Le salut de la terre
Olhar de perto (1)
Quand nous en serons au temps des cerises
A espera (2)
Rio Sado (1)
Fruto de Caím
Azulejo (1)
Les jours s'en vont je demeure
Passos na areia
A espera (1)
Sube a nacer conmigo, hermano
Macroscópio (2)
Al andar se hace camino

Macroscópio (1)
Amei tudo o que fiz na vida
Le poids du secret
Deixa-me ser tambor
Le visage du bonheur
Branco sobre azul
Tout ce qui fait douce la vie des hommes
Nada deve parecer impossível de mudar
Branco e azul
Aqui
Com um rio na algibeira
Esteira e cesto

0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home