Rio azul

11 julho 2005

Amei tudo o que fiz na vida

«Hoje, nesta cidade do Mindelo, entrevistei o sr. João Baptista, velho artesão, construtor de cavaquinhos, violões e violinos.
Há cada vez menos músicos de instrumentos de cordas em Cabo Verde e por isso o sr. João Baptista passa meses sem ter encomendas.
Safa-se, então, a consertar pianos. Uma vida difícil.
Daí eu ter-lhe perguntado a certa altura: «Gosta de fazer cavaquinhos?»
O homem fixou-me no olhar, e respondeu-me firmemente: «Amei tudo o que fiz na vida!»
Dei-me por desentendido e repeti-lhe a pergunta.
Ouvi exactamente a mesma resposta: «Amei tudo o que fiz na vida!»
Acabava de encontrar um companheiro.»

Carta, de 1 de Fevereiro de 1984, do José Salvador ao Adelino Gomes, reproduzida no livro Livra-te do medo. Estórias & andanças do Zeca Afonso.

0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home