Rio azul

09 março 2006

Na longa e vasta praia

«Este búzio não o encontrei eu própria numa praia
Mas na mediterrânica noite azul e preta
Comprei-o em Cós numa venda junto ao cais
Rente aos mastros baloiçantes dos navios
E comigo trouxe o ressoar dos temporais

Porém nele não oiço
Nem o marulho de Cós nem o de Egina
Mas sim o cântico da longa vasta praia
Atlântica e sagrada
Onde para sempre a minha alma foi criada.»

Sophia

1 Comentários:

  • Tenho saudades de ouvir o "cantar" da maresia, num búzio, junto ao meu ouvido.

    Por Blogger FSilva, às 19/03/06, 01:51  

Enviar um comentário

<< Home